Guia para Que Vai Fazer uma Tatuagem pela Primeira Vez

A proposta principal desse guia é servir como uma compilação de dicas como cuidados antes, durante e depois o procedimento; além de etiqueta e fatos gerais que você deve saber antes de fazer a sua primeira tatuagem.

Antes de mais nada, vale uma introdução a esse maravilhoso mundo das tatuagens. Primeiramente, as tattoos foram tomadas como símbolos marginalizados por muito tempo, sendo utilizadas por bandidos e outsiders, como punks e hippies. Hoje, o conceito mudou. As tatuagens são cool. Elas estão na moda. Os famosos estão fazendo. Pessoas de todas as classes sociais e etnias se tatuam e virou uma prática comum na humanidade, que antes se encontrava restrita a algumas tribos.

Hoje, tanto um médico quanto uma garçonete pode ter uma tatuagem no mesmo lugar, do mesmo desenho. Os estigmas negativos atrelados a essa arte (e forma de auto-expressão) finalmente foram apagados da cultura. Se há algumas décadas atrás ainda havia uma resistência em aceitar as tatuagens como formas de arte, hoje ela não existe mais.

A tatuagem é uma forma de expressar um sentimento, um desejo, uma ideia, uma homenagem a algo ou alguém. Enfim, existem inúmeros motivos que podem levar alguém a fazer uma tatuagem. Eles vão variar de acordo com as pretensões de quem a faz. Os significados também são vastos. Duas pessoas com o mesmo desenho podem atribuir significados diferentes a esse mesmo desenho. É isso que faz a tatuagem uma forma de auto-expressão tão mágica e diversa.

Todavia, ainda que seja uma arte muito interessante e uma prática bastante popular, você deve considerar inúmeros fatores antes de realizar a sua primeira tatuagem. Esse guia visa te orientar sobre esses vários fatores que devem nortear as suas escolhas e os seus procedimentos.

Antes de mais nada, devo me apresentar. Meu nome é André HP e eu sou tatuador há 15 anos. Durante a minha carreira, eu conheci muitas pessoas que eram tatuados de primeira viagem. Ou seja, pessoas que, assim como você, estavam iniciando na arte e tinham muitas dúvidas e questões sobre tudo o que circunda esse mundo novo. É por conta disso que resolvi escrever esse guia e reunir as respostas às perguntas mais populares sobre o assunto.

Chega de enrolação. Vamos às dicas práticas.

Pense Muito Sobre o Assunto

As pessoas que realizam uma tatuagem pela primeira vez geralmente carregam uma ideia a muito tempo que sempre pensaram em tatuar mas ainda não deram o primeiro passo. A preocupação mais comum na cabeça dessas pessoas é se elas não vão se arrepender do desenho daqui cinco ou dez anos. Esse tipo de preocupação é muito válido. Isso porque uma tatuagem é algo que você leva para a vida toda (aqui vale um parênteses: existem, claro, formas para remover ou até mesmo encobrir uma tatuagem. Tais formas, todavia, são caras, doloridas e, nem sempre, eficientes).

Para o alívio mental desse tipo de preocupação, eu sugiro duas dicas:

  1. Antes de fazer a sua primeira tatuagem, pense dê seis meses a um ano sobre a ideia para ter a absoluta certeza que é isso que você quer e que não vai se arrepender da ideia;
  2. Se você está preocupado com a visibilidade de algo que você pode se arrepender, faça a sua primeira tattoo em uma região pouco visível, que você pode cobrir facilmente com roupas ou até mesmo próxima a regiões íntimas em que somente você tem o contato visual cotidiano.

Uma forma de ficar mais seguro e tranquilo é ter consciência que, no pior dos cenários, você pode remover a sua tatuagem. Existem já procedimentos bem desenvolvidos tecnologicamente que remover a sua tatuagem sem deixar resquícios. Obviamente, eles tem um custo que pode ser elevado para muitos, além de efeitos colaterais, dor e nem sempre são 100% eficientes.

Escolha o Tatuador com Sabedoria

Após decidir o que você quer fazer, você deve decidir que vai fazer. E essa escolha é tão importante quanto a primeira. Muitas pessoas simplesmente procuram um estúdio, entram e pedem para tatuar. Não há nenhum problema em fazer isso. Mas, pela minha experiência, uma pesquisa feita anteriormente pode ajudar a você conquistar uma tatuagem mais bonita e segura. Isso porque nem todos os profissionais oferecem a mesma qualidade de serviço e nem todos têm a mesma habilidade com tatuagens.

É importante ter consciência que tatuar é uma experiência íntima. Você nada mais esta do que confiante a um estranho o manuseio de uma ferramenta perigosa que vai registrar algo em seu corpo para o resto da sua vida. É por conta disso que esse profissional deve ser escolhido a dedo, depois de muito estudo e pesquisa.

Para realizar essa pesquisa, você deve utilizar a internet e outros meios para avaliar o portfólio de trabalhos anteriores dos profissionais. Uma segunda dica é pedir por indicações a amigos que já realizaram o procedimento antes com sucesso. Por fim, você buscar alguém que está habituado com o estilo que você deseja desenvolver no seu projeto. Cada desenhista e cada tatuador tem um estilo próprio e alguns são mais especialistas em estilos específicos que outros.

Após a escolha do profissional, você deve fazer uma visita ao estúdio para pedir um orçamento e fazer uma bateria de perguntas sobre o seu projeto. Quanto mais informações você conseguir extrair do profissional, mais tranquilo você estará no grande dia.

Não Poupe no Preço

O brasileiro adora economizar. Aliás, isso é uma característica da raça humana, desenvolvida durante a evolução. Homens que economizavam se saíam melhor na corrida da sobrevivência e na disputa de recursos. Todavia, o barato pode sair caro.

Existem coisas na vida em que um bom investimento é fundamental para um bom retorno. A tatuagem é uma delas. Tatuadores que cobram muito barato podem estar ou em começo de carreira, podem não oferecer a qualidade desejada ou podem não oferecer os cuidados e materiais de qualidade durante o procedimento. É por essas três razões que você deve correr de tatuadores que cobram preços muito abaixo da média de mercado.

A tatuagem já é algo caro por natureza, não sendo acessível para boa parte das pessoas. Mas isso tem um porquê. Os equipamentos utilizados costumam ser bem caros. As tintas também tem preços elevados. Ocorre que, também, existe um artista ali precisando sobreviver. Empreender no brasil é difícil. Existem diversos cursos e essa é uma prestação de serviço como qualquer outra.

O investimento em sua tatuagem pode ser duplo. Você pode precisar pagar para um desenhista construir o projeto e para o tatuador executá-lo. Boa parte dos tatuadores, como eu, faz as duas coisas com um valor fechado.

É importante, também, você pedir um orçamento do custo total para concluir um projeto. Eu recebo muitas pessoas no meu estúdio que acabam levando para casa uma tatuagem incompleta por não terem guardado o dinheiro suficiente para custear todas as sessões. Portanto, peça um valor fechado para o profissional que for realizar o seu projeto e só saia de casa para iniciá-lo quando tiver economizado o valor total.

As formas de se cobrar por esse trabalho também variam. Alguns profissionais optam por cobrar por unidade – ou seja, por conclusão do processo todo. Outros cobram por hora. Outros podem cobrar por sessão. Alguns também cobrar por centímetro.

Existem, também, variáveis que vão influenciar no preço final. Eis algumas delas: a quantidade de cores utilizadas no projeto, a complexidade de traços e estilo do projeto, o tamanho e a região que o desenho será inserido, etc.

Tome Todos os Cuidados

Tatuar, a grosso modo, nada mais é do que perfurar a sua pele inúmeras vezes para injetar tinta em uma das camadas da sua pele, criando assim um desenho que ficará registrado após o período de cicatrização. Dado essa natureza do projeto, tatuagens estão sujeitas a complicações assim como uma ferida ou um arranhão estão. Você está abrindo e expondo a sua pele para milhares de bactérias e microrganismos patogênicos que existem no mundo.

Dito isso, temos de considerar que tatuar exige muita responsabilidade durante os cuidados para evitar complicações de qualquer natureza. Tais cuidados começam mesmo antes do procedimento e se estendem até mesmo depois do período de cicatrização.

Sabendo da importância de tais cuidados, você deve reunir o máximo de informações possíveis sobre as precauções e a manutenção da sua tattoo. A fase mais crítica, sem dúvidas, é o período de cicatrização, onde ela estará mais suscetível a infeccções e outros tipos de complicações. É nessa fase que você deve ter um cuidado redobrado para evitar tais problemas. Existem sites onde você pode buscar essas informações, como o Tattoolandia.

Ao perceber que surgiu qualquer problema inesperado, a forma mais segura e correta de agir é procurar imediatamente um profissional da área da saúde para observar a complicação.

Você tem dúvidas sobre o procedimento? Comente abaixo!

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *